- Adufrj - http://www.adufrj.org.br -

Adufrj apoia vinda de Judith Butler ao Brasil

A realização de um seminário internacional na cidade de São Paulo, entre 7 e 9 de novembro, virou motivo de polêmica. Simpatizantes de grupos conservadores não querem que a intelectual norte-americana Judith Butler, renomada por seus estudos sobre o conceito de gênero, participe do evento. Por outro lado, várias organizações científicas defendem a vinda da pesquisadora ao país. A Adufrj também apoia a presença da professora na atividade, que terá como tema “Os fins da Democracia: Estratégias Populistas, Ceticismo sobre a Democracia e a Busca por Soberania Popular”, no SESC Pompeia.

De acordo com uma das petições que circulam na internet contrárias à participação da norte-americana, “não podemos permitir que a promotora dessa ideologia nefasta promova em nosso país suas ideias absurdas, que têm por objetivo acelerar o processo de corrupção e fragmentação da sociedade”.

Já a Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (Anpocs), que agrega 110 programas de pós-graduação de Antropologia, Ciência Política, Ciências Sociais e Sociologia no país, divulgou em seu site uma nota de apoio integral à professora Judith Butler ao falar do evento: “São pesquisadores e pesquisadoras norte-americanos, latino-americanos e europeus que, como nós, professores brasileiros e brasileiras, desenvolvem um trabalho intelectual cuja premissa é a liberdade de pensamento, a possibilidade de crítica, e a capacidade de colocar em debate questões relevantes para o conjunto da sociedade”, diz um trecho.

Este manifesto da Anpocs e de outras organizações acadêmicas podem ser lidos em: https://medium.com/@butlernobrasil [1].