Kelvin Melo

kelvin@adufrj.org.br

Foto: A presidente da Adufrj, Tatiana Roque, fala sobre as perdas da Educação e da C&T – Antônio Augusto/Câmara dos Deputados

A campanha Conhecimento Sem Cortes ocupou a tribuna da Câmara dos Deputados, em Brasília, durante sessão especial para avaliar a redução do orçamento das universidades e da Ciência e Tecnologia.

Na última quarta-feira, 12, a professora Tatiana Roque, presidente da Adufrj, detalhou os efeitos das restrições impostas pelo governo Temer. “Pasmem, estamos perdendo meio milhão de reais por hora”, explicou a docente, em discurso no plenário.

Os números impactaram a plateia, formada por parlamentares e cientistas. Por minuto, são R$ 8 mil perdidos, como mostra o tesourômetro — um contador eletrônico instalado na Praia Vermelha. “Além da pesquisa, é fundamental pensar nas políticas de permanência dos estudantes nas universidades, que incluem bolsas e alojamento”, destacou a professora, que começou seu discurso citando Carlos Chagas Filho. “Ele dizia: ‘na universidade se ensina porque se pesquisa’”.

“Queremos que o Congresso, durante o debate do orçamento de 2018, amplie as verbas para ciência e inclua um dispositivo que proíba o governo de contingenciar o setor”, disse o deputado Celso Pansera (PMDB-RJ), lembrando que a pasta da Ciência na gestão Temer perdeu aproximadamente R$ 2,54 bilhões. O corte é o maior em 12 anos.

Na véspera, seminário

A discussão na Câmara começou na terça-feira, 11, com um seminário. Carlos Frederico Rocha, vice-presidente da Adufrj, mostrou os cálculos que sustentam os números do tesourômetro. “Pegamos todas verbas de custeio e investimento desde 2015 das universidades, da CAPES e MCTI e retiramos o que foi contigenciado”, esclareceu.

Helena Nader, presidente da SBPC, reforçou o papel da Educação: “Em qualquer lugar do mundo, Educação, Ciência e Tecnologia se chamam investimento. Só aqui se chama gasto”, ensinou. “Sem Educação e sem Ciência não tem economia que resista. Não tem Brasil”.

ADICIONAR COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(*)

(*)