- Adufrj - http://www.adufrj.org.br -

Começa a funcionar o Caronaê

caroane

Começa a funcionar o Caronaê

 Um dos pontos do projeto, em frente à Faculdade de Letras – Foto: Elisa Monteiro

Projeto desenvolvido por estudantes e ex-estudantes de Engenharia e da FAU busca facilitar caronas no Fundão

Samantha Su
Estagiária

O projeto Caronaê surgiu da criatividade dos estudantes Igor Rocha, Luisa Teixeira, Michel Balassiano, Cecilia Galli, Manuel Meyer e Gabriel Tenenbaum. Trata-se de um aplicativo — integrado aos bancos de dados da UFRJ — que facilita as caronas na comunidade acadêmica. Desde sábado (9), já está disponível para download gratuito na plataforma Play Store, loja virtual do Google – maio é a previsão para dispositivos iOS.

Feito o download, o usuário abre o aplicativo e, por meio de um link na intranet da UFRJ, consegue uma chave de acesso. É preciso preencher um cadastro com seu CPF ou número do passaporte — no caso de alunos estrangeiros. Automaticamente, o sistema roda uma checagem junto aos bancos de dados da universidade: “É verificado, então, se a pessoa possui vínculo ativo com a UFRJ, o nome completo, qual o tipo de vínculo e foto do SIGA (Sistema de Gerenciamento Acadêmico)”, explica Michel Balassiano, um dos idealizadores do projeto.

Isso garante que apenas as pessoas ativas dentro do sistema da universidade possam utilizar o aplicativo. “Alunos formados, com matrícula trancada ou outros status não são incluídas no aplicativo”, comenta Michel. A medida busca dar mais segurança aos usuários.  Além disso, “há um registro das caronas que são pegas, bem como as informações de todos os envolvidos. Não são divulgadas para todos os usuários, porém, nós temos um registro para eventual necessidade”, explica o estudante. Os motoristas também são obrigados a fornecer modelo, cor e placa do carro que aparecerão para aqueles de quem aceitar o pedido de carona.

O sistema é simples: o usuário pode oferecer ou solicitar uma carona e o aplicativo cruza as informações como em um encontro. Depois de o usuário avaliar o perfil dos motoristas e escolher o que mais lhe agrada, pergunta se há vaga no carro.  Em seguida, um “chat” é aberto e os usuários marcam o encontro em um dos dez pontos instalados na Cidade Universitária. “No aplicativo, as publicações de carona possuem as mesmas cores das plaquinhas, de acordo com a zona de origem/destino (Norte, Oeste, Sul, Baixada, Centro e Niterói). A ideia é que os pontos de carona sejam ponto de encontro para as caronas. Tanto aquelas combinadas pelo aplicativo (de modo que aquele que busca a carona aguarde o motorista próximo à placa com o destino) quanto as espontâneas (a pessoa aguarda uma possível carona já combinada pelo aplicativo entre outras pessoas). Os pontos só serão úteis saindo do Fundão, não há pontos de carona espalhados pela cidade”, explica Balassiano.

Vencedor de prêmio

O Caronaê venceu o concurso “Soluções Sustentáveis do Fundo Verde”, na categoria Mobilidade Urbana. A empresa júnior da Coppe/UFRJ, Fluxo Engenharia, é a responsável pelo desenvolvimento do aplicativo. Os R$ 100 mil destinados ao projeto pelo Fundo Verde de Desenvolvimento e Energia da UFRJ  tem como objetivo fomentar ideias sustentáveis que diminuam a poluição na universidade.