IMG 5399

Consuni prorroga prazo de concursos docentes e manifesta apoio ao professor Mauro Iasi


Foto: Elisa Monteiro/Arquivo Adufrj-SSind

Silvana Sá
silvana@adufrj.org.br 

No Conselho Universitário de 22 de outubro, o professor Milton da Costa Lopes Filho, representante dos Titulares do CCMN, foi o relator da proposta de prorrogação dos prazos de dois concursos em andamento na UFRJ (editais  432, de 19/11/2014 — oito vagas — e 450, de 03/12/2014 — 192 vagas, para diversas Unidades). De acordo com o parecer do docente, que é presidente da Comissão de Legislação e Normas, a medida era importante para a UFRJ se resguardar diante da limitação de realização de concursos anunciada pelo governo federal para 2016. O reitor Roberto Leher reforçou a iniciativa que garante à universidade o preenchimento destas vagas. O atraso no cronograma dos editais ocorreu por conta da greve deste ano.

Os prazos eram de 12 meses, prorrogáveis por mais seis; agora são de 18 meses, prorrogáveis por mais seis. O parecer do relator foi aprovado por unanimidade.


HUCFF

Roberto Leher deu informe também sobre reunião realizada no último dia 20 com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. O tema desse encontro teria sido o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho. O reitor não deu grandes detalhes, mas informou que o ministro mostrou-se sensível e aberto a buscar soluções “que não passam pela Ebserh”, mas visem à abertura de todos os leitos do HU.

Moção de apoio a Mauro Iasi

A decana do Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Lilia Pougy, propôs moção de desagravo ao professor da Escola de Serviço Social da UFRJ, Mauro Iasi, por estar sendo vítima de ações que visam “calar a liberdade de expressão”. A decana informou que um homem chegou a ir até a sede da ESS (que funciona na Praia Vermelha) para pedir o endereço e telefone do docente para dizer “pessoalmente quem deveria ser fuzilado”. O caso repercutiu na última semana nas redes sociais, quando um grupo de ultradireita passou a compartilhar um trecho da participação de Mauro Iasi na abertura do Congresso da CSP-Conlutas deste ano. O vídeo descontextualiza a fala do docente, que recita o poema “Perguntas a um homem bom”, de Bertold Brecht. Nos comentários dos internautas, vários ataques, injúrias e até ameaças de morte.

Solidariedade da Adufrj-SSind

A diretoria da Adufrj-SSind também manifesta solidariedade ao professor Mauro Iasi: “Recebemos do Andes-SN uma carta informando que o Professor Mauro Iasi, da Escola de Serviço Social da UFRJ, está recebendo ameaças por ter manifestado suas posições políticas. Na última reunião do Consuni, a Professora Lilia Guimarães Pougy, decana do CFCH, relatou que colegas nossos foram contactados por pessoas desconhecidas interessadas em obter informações sobre o Professor Iasi. A liberdade de expressão é um valor fundamental e consideramos inadmissível qualquer forma de coerção. Expressamos nossa solidariedade ao colega. A presidente da Adufrj enviou um email ao professor colocando a Adufrj à sua disposição para todo o apoio necessário”.

ADICIONAR COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(*)

(*)