- Adufrj - http://www.adufrj.org.br -

Estudantes de Fisioterapia reclamam do improviso

“Estamos no meio do período e a única coisa que temos são 10 macas compradas com dinheiro de professores e estudantes do curso”, queixou-se Leonardo Bussinger, presidente do Centro Acadêmico da Fisioterapia. Os alunos ocuparam o último Conselho Universitário, no dia 13, para demonstrar a insatisfação com as condições do curso.

Leonardo reivindicou uma solução para instalações. “Estamos em duas salas cedidas gentilmente pelo Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira (IPPMG). Mas essa solução temporária é só até julho. Em agosto, precisarão do espaço de volta”, completou. Ele também cobrou a compra de equipamentos básicos para as aulas práticas.

O reitor Roberto Leher reconheceu que a situação da Fisioterapia “é muito grave”. Mas considerou que o assunto “já tem encaminhamento objetivo satisfatório” com a instalação provisória no IPPMG e a previsão de desfecho permanente “com as obras do segundo andar do HUCFF”. “Já há previsão orçamentária aprovada pelo Consuni. Aguardamos apenas a liberação dos recursos”, disse.

Quanto à compra de equipamentos, o reitor afirmou estar em negociação com o Ministério da Educação (MEC). E avaliou que “em função do valor pequeno, de cerca de R$20 mil, não deve

encontrar impedimento”.