IMG 1083



Horto do Fundão também é campo de pesquisa

Celeiro de mudas e insumos alimenta ainda os projetos paisagísticos do Polo Xerém, Campus Macaé e em Santa Cruz da Serra

Texto e foto: Elisa Monteiro
elisamonteiro@adufrj.org.br

É possível que muitos não saibam, mas a UFRJ mantém um horto de 26 mil metros quadrados no Fundão. O local é responsável pela produção de mudas para diversos campi da universidade, além de ser um espaço de pesquisa.

Para se ter uma ideia do volume de trabalho, cerca de 20 mil árvores foram plantadas apenas entre 2012 e 2014, segundo a Prefeitura Universitária. O principal investimento deste período foi na área do Catalão — na extremidade norte do conjunto de ilhas que formou a Cidade Universitária.

As árvores plantadas, frequentemente como medidas compensatórias, são nativas de Mata Atlântica e não frutíferas. “Até por uma questão de segurança não são frutíferas. Já imaginou as pessoas vindo de toda parte e subindo nas árvores para catar fruta?”, argumenta Márcia Ehmann, relações públicas da prefeitura.

Ela observa, ainda, que a produção do horto é dinâmica. Um dos exemplos está na redução drástica de cultivo de plantas como as bromélias, que acumulam água. O objetivo é evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças. “As poucas que mantivemos concentramos no centro dos canteiros, onde a evaporação é mais rápida”, diz.

Outras faces do trabalho
O Horto abriga ainda trabalhos de campo e projetos de extensão da universidade. É o caso do borboletário do professor Ricardo Monteiro (Instituto de Biologia) para professores e estudantes da rede básica de educação: “É um borboletário em fase de construção para ser espaço de criação, observação, experimentos e visitação do público, da universidade e escolas do entorno do Fundão. Tenho esse projeto cadastrado no Sistema de Informação e Gestao de Projetos (SIGProj), que recebeu apoio da Faperj e da UFRJ”, afirma.

Expansão
A Prefeitura Universitária aproveitou a 5ª Semana da Árvore, entre os dias 19 e 23 para apresentar à comunidade o resultado de obras de expansão do horto do Fundão. A reforma ocorreu em parceria com a Petrobras. Foram oferecidas visitas guiadas, oficinas e doações de mudas.

Com o investimento de aproximadamente R$ 1 milhão, a prefeitura pretende aumentar em 40% a atual produção.

ADICIONAR COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(*)

(*)