Fachada do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista - Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Isabella de Oliveira

isabella@adufrj.org.br

Após um 2016 difícil, o Museu Nacional da UFRJ comemora a retomada do fluxo normal de visitantes. Foram ao local aproximadamente 100 mil pessoas, entre janeiro e julho, contra 70 mil no mesmo período do ano passado.

De acordo com Wagner William Martins, diretor adjunto do Museu, o principal motivo para a queda em 2016 foi o funcionamento irregular de uma instituição vizinha, na Quinta da Boa Vista: o Jardim Zoológico do Rio. O espaço foi fechado por determinação do Ibama, de janeiro a março, pois não tinha condições adequadas para a manutenção dos animais. Foi reaberto parcialmente e voltou a ser fechado em outubro. Só passou a operar normalmente em meados de dezembro. “A reabertura certamente aumentou a visitação do Museu”, diz Wagner.

Ainda segundo o diretor adjunto, outras ações também incentivam a procura pela unidade. “Existem algumas iniciativas educacionais do Museu, como oficinas, palestras, entre outras, que aumentaram este número”, pontua.

Quase 200 anos

O Museu Nacional vai comemorar 200 anos em grande estilo, no próximo ano. A instituição será tema do enredo da escola de samba Imperatriz Leopoldinense. Leia mais aqui.

ADICIONAR COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(*)

(*)