ripper site

Procura-se segurança

Jan Niklas Jenkner

Estudante da ECO-UFRJ e estagiário da Adufrj

Após o sequestro de um professor da Coppe, ocorrido no estacionamento do CT na terça (29), o prefeito da Cidade Universitária, Paulo Mário Ripper comprometeu-se com o reforço da segurança na Ilha do Fundão. “Vamos trabalhar de forma integrada com a 37ª DP, da Ilha do Governador, e a Front, empresa de vigilância, para apurar o caso e melhorar a patrulha da região”, garantiu. As imagens das câmeras de segurança do dia do crime “estão sendo levantadas”. No entanto, ainda não foram repassadas à polícia.

Paulo Mário marcou reunião com o delegado da 37ª DP para a próxima semana, quando deverá ser entregue o material. Segundo ele, a pressão da Light pelo corte de energia na universidade atrasou o trabalho com as imagens. Há um plano para aumentar o monitoramento, sem prazo para sair do papel.

Após encontro na segunda (28) com o secretário de segurança do Rio, Roberto Sá, em resposta aos crescentes assaltos em linhas de ônibus que passam pelo Fundão, o prefeito também agendou reuniões para a próxima semana com os comandantes do 2º, 4º, 5º e 17º batalhões da Polícia Militar.

O prefeito informou já ter cobrado a PM para realizar mais rondas ostensivas na área. Mais um carrinho elétrico de vigilância – totalizando três viaturas deste tipo — vai entrar em circulação na Cidade Universitária.

A prefeitura disponibiliza o WhatsApp (21) 99413-3385 para receber informações e demandas sobre a segurança na UFRJ.

ADICIONAR COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(*)

(*)