Roberto Gambine

UFRJ quita dívidas de 2015 com a Light

Desafio agora é pagar as contas deste ano. Esforço consiste em liquidar janeiro e fevereiro

Silvana Sá
silvana@adufrj.org.br

Continuam as negociações da UFRJ com a concessionária de energia elétrica Light. A universidade quitou as faturas de 2015 no último mês e meio (faltavam as de setembro, outubro, novembro e dezembro). “Conseguimos, em 45 dias, com recursos do orçamento — ou seja, sem dotações extraordinárias —, zerar o ano de 2015. Quando a gestão do professor Roberto Leher começou, a UFRJ só havia acertado a fatura de janeiro (daquele ano)”, disse o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento, Roberto Gambine. O montante foi de aproximadamente R$ 20 milhões.

Gambine informou que a concessionária fez uma proposta de escalonar a dívida de 2015 com juros que não cabiam no orçamento da universidade. Então, a solução foi pedir um prazo maior para conseguir levantar o dinheiro. Agora está em negociação o prazo para pagamento dos meses de janeiro e fevereiro deste ano. A universidade pediu a liberação de R$ 10 milhões para quitar estas faturas. “Estamos dependendo da resposta do MEC. Caso consigamos avançar até a de março, a Light ficará no mesmo patamar dos outros fornecedores. Estamos trabalhando com um prazo de dois meses entre a prestação do serviço e a liquidação da nota”, disse. Ele garantiu que não há mais riscos de novas interrupções no fornecimento de energia.

Gambine acrescentou, ainda, que o episódio do apagão em diversas unidades da universidade, ocorrido em abril, contribuiu para o levantamento e planejamento de ações de modernização de algumas instalações. “Serviu para ocorrerem negociações com a empresa, envolvendo a área técnica da universidade e Prefeitura Universitária para o ajuste de áreas muito antigas. Montamos um grupo de trabalho para levantar essas situações”, contou.

 

 

ADICIONAR COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(*)

(*)